25.1.09

3 comentários:

Anónimo disse...

o meu avô...que bonito.

aproveito para dizer que adoro as tuas palavras. as que escreves e as que deixas no meu pensamento,soltas.

marta ré

pin gente disse...

quanta ternura!
não choro,
prometo que não choro!
perderia o sal das lágrimas
que aquece o sangue dos ausentes.
mas a comoção entope até o céu da minha boca.
os dedos tremem.
a falta que me fazes!
de ti tenho a memória de sorrisos fartos.
um corpo pujante de vida.
de ti tenho a memória de um coração transbordante e umas mãos abertas.
um dia claro.
de ti tenho a memória de nós.
tanto, que parecemos muitos!
sim, o tempo leva-me... dizes bem!
estamos cada vez mais perto.
e eu prometo que não choro!


viste o que fizeste, meu amigo?
mas eu gostei das "línguas de perguntador", que também comi tantas vezes. obrigada por me teres levado... nas tuas palavras.

c.ré disse...

obrigado pelas tuas também