27.10.09

4 comentários:

ruimnm disse...

De facto não são os únicos no país, estes monstros que nos ferem, irremediavelmente, nossos olhos.

Anónimo disse...

conseguiste com que esta cidade ficasse ainda mais estranha. o que tu consegues!!

marta

uminuto disse...

as tuas palavras no primeiro slide dizem tudo...e o vermelho tornou-se o sangue derramado por estas cidades inumanas
um beijo

pin gente disse...

sossega-me os cinco sentidos, um a um.
devolve-me o azul do céu e do mar,
o verde da paisagem, o branco da paz e as inúmeras cores que fazem a viagem.
sinto falta de ar!
deixa-me ver toda a transparência que consiga alcançar, tocar o vazio fresco deste ar.
sinto falta de ar!
quero receber o trinar rigozijado das aves libertadas, o eco do vento, a queda da chuva, o lamento do mar.
sinto falta de ar!
preciso de apertar-te a mão, saber como te sentes, dizer-te que amanhã é outro dia.
sinto falta de ar!



beijos